Listas de Transmissão no WhatsApp – Amor ou ranço?

Text_2

Você que se vangloria de ter uma lista enorme de transmissão ou uma base grande de contatos no WhatAapp, pra quem você libera diariamente propaganda do seu negócio, já se perguntou quantos desses contatos estão felizes com essa interação?

Você testa periodicamente essa audiência, pergunta pra ela se ela está realmente satisfeita? Ou a relação é via de mão única, apenas você liberando conteúdos e os contatos mudos visualizando sem responder?

Se o seu público não reage aos estímulos que você envia via WhatsApp, esse relacionamento é abusivo e a pessoa te odeia. ‘Ah, mas ela nunca reclamou!’, nunca reclamou pra você, mas se ela visualiza e não responde, não interage com o seu conteúdo, ela deve estar odiando e não sabe como te falar.

Pra começar, se o conteúdo satisfaz somente seu ego e visa apenas o lucro do seu negócio, sem benefício, utilidade e recompensa alguma pra quem está do outro lado, sua comunicação já está equivocada. E mesmo que seja útil, quando a frequência é grande, as pessoas pegam abuso do mesmo jeito. A chave é: SER INTERESSANTE. Você tem que valer esse 4G gasto.

Tire um tempinho da sua vida agitada e bata esse papo com seus contatos, com suas listas de transmissão, e descubra em que nível está a satisfação dessas pessoas em relação ao seu trabalho no WhatsApp.

Conversando, você vai conhecer os reais desejos e necessidades do seu alvo e ser muito mais certeiro nas suas estratégias dali em diante.

 

Petterson Farias é publicitário, paraense, administra o Cacos Metafóricos, é diretor de Comunicação Digital na Secretaria de Comunicação do Pará e colaborou com este artigo.
Siga o Petterson e fique por dentro de mais dicas digitais aqui.