Assessores do governo conhecem jornalismo feito na Alemanha

Text_2

Assessores do governo do Estado tiveram a oportunidade de conhecer um pouco do jornalismo feito na Alemanha, berço de teóricos como Max Horkheimer (1895-1973) e Theodor W. Adorno (1903-1969), principais representantes da Escola de Frankfurt. O facilitador foi o jornalista freelancer Thiago Melo, que há dois anos vive em Bonn e atua na emissora internacional Deutsche Welle (DW), a mais importante agência de notícias alemã.

O bate-papo “O que é notícia internacional em emissoras públicas? O jornalismo internacional e multimídia na Deutsche Welle (Alemanha)” ocorreu na tarde desta quinta-feira (8), no auditório do novo prédio do Igeprev (Instituto de Gestão Previdenciária do Pará), e faz parte da programação preparatória para o Encontro de Comunicação do Pará (Publicom 2018).

Thiago Melo contou sua experiência com jornalismo multimídia, rádio e online, na cobertura de temas para o departamento África da DW, destinado aos países africanos de língua portuguesa – Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

O secretário de Estado de Comunicação, Daniel Nardin, abriu o bate-papo ressaltando a importância de conhecer outras experiências em comunicação. “A princípio parece estranho conhecer a forma como é feito o jornalismo na tevê pública alemã, mas se pensarmos que hoje em dia muita coisa se faz com o celular, e essas funções estão além da atuação do repórter, porque cada vez mais se procura pelos profissionais de comunicação, isso acaba fazendo sentido, até porque essa é a atual realidade do mercado”, enfatizou.

Thiago Melo contou um pouco de sua trajetória até chegar ao DW. Em seguida, falou sobre o dia a dia na redação e o critério para escolha das notícias. “Levamos conteúdo para países que, muitas vezes, não têm acesso à informação, especialmente porque alguns vivem sobre forte ditadura. Então, como se trata de países africanos, uma das pautas bastante recorrentes é a questão dos refugiados, já que grande parte deles é da África”, informou.

Diferentes perspectivas – O jornalista pontuou ainda o fato de atuar como multimídia. “Produzimos matéria sobre um mesmo assunto para o nosso programa de rádio, além de textos e vídeos para a internet”, detalhou. “Ver a notícia em diferentes perspectivas e construí-la em diversos formatos têm sido o mais diferente e desafiador pra mim”, completou.

A assessora de imprensa do Programa Municípios Verdes, Natália Mello, disse que se interessou em participar da programação logo ao saber do tema. “Me senti atraída pelo assunto quando soube que o Thiago iria contar um pouco dessa experiência com jornalismo em outro País. Acho essa experiência muito interessante, conhecer um pouco desse outro universo do fazer jornalismo”, declarou.

O coordenador do Departamento de Jornalismo da Rádio Cultura, Alexandre Lins, acredita que a experiência de Thiago Melo com o jornalismo feito na Alemanha pode enriquecer o trabalho produzido na rádio paraense. “Achei interessante o fato de termos inclusive um jornal com o mesmo nome, o Jornal da Manhã, feito aqui e lá. Além disso, passamos por dificuldades semelhantes aos jornalistas da DW que atuam no continente africano, onde existe a dificuldade de comunicação, tal como muitas vezes ocorre aqui na Amazônia, onde devido às grandes distâncias ainda convivemos também com dificuldade na comunicação”, ressaltou.

Após o bate-papo, Thiago Melo foi convidado a compartilhar sua experiência com jornalistas da Cultura Rede de Comunicação do Pará, na próxima semana.

Publicom – Os assessores também assistiram a um vídeo sobre o Publicom 2017, promovido pela Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), com o objetivo de oferecer qualificação e networking para profissionais e estudantes de comunicação do Estado, por meio de palestras, mesas de debates e oficinas.

Para este ano estão programados, ainda para o primeiro semestre, quatro encontros. O primeiro será no município de Marabá, no Carajás Centro de Convenções, entre os dias 20 e 23 de março. Em seguida será em Altamira, de 2 a 7 de abril; Breves, de 7 a 12 de maio, e encerrando em Belém nos dias 5 e 06 de junho, na Estação das Docas, com uma programação gratuita.

Por Alexandra Cavalcanti