Secom dá início aos preparativos do Publicom

Text_2

A Secretaria de Comunicação do Estado (Secom) começa a organizar a realização da Semana de Comunicação Pública do Pará, Publicom, que ocorre ainda neste primeiro semestre. Nesta terça-feira (2), uma reunião na própria Secom com representantes dos poderes executivo, judiciário e legislativo, na esfera federal, marcou a apresentação da proposta do evento que busca discutir a comunicação pública no Estado do Pará.

Participaram do encontro o secretário de comunicação do Estado, Daniel Nardin, o diretor de Comunicação Institucional, Antônio Neto, o diretor de Jornalismo da Secom, Paulo Silber, a assessora de comunicação da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), Samara Diniz, e o assessor de comunicação do Tribunal de Justiça do Estado, João Vital.

“Esta primeira reunião foi mais para alinhar, apresentar o esboço e a ideia do evento que irá ser ampliado. Estamos em busca de parceiros para realizar o evento, buscando ampliar os debates sobre comunicação”, destaca Antônio Neto.

Previsto para acontecer em maio, a edição deste ano será aberta não só aos assessores de comunicação dos órgãos do Governo, mas também para assessorias de comunicação de diversas esferas, órgãos e regiões do Estado, além de estudantes de Comunicação.

“Fizemos uma experiência no ano passado, em Xinguara e em Bragança, abrindo o Publicom para a imprensa e interessados em comunicação e descentralizando, levando qualificação, treinamento e reflexões sobre o tema. Agora estamos retomando um evento maior na capital para, posteriormente, alinhar a agenda do Publicom pelo Estado, atendendo inclusive às solicitações de profissionais de vários municípios”, explica Daniel Nardin.

Para Samara Diniz, da Alepa, o projeto será importante para aproximar e qualificar os profissionais paraenses. “Essa proposta é muito interessante, pois é uma iniciativa para estreitar as relações entre a Secom e os outros órgãos, e uma forma de aproximar, também, os laços dos órgãos com a imprensa. Todos têm a ganhar com isso”, avaliou.

Crédito foto: Anderson Silva/Agência Pará.