Publicom tem público recorde em Paragominas

Text_2

O último dia do Publicom – Encontro de Comunicação do Pará em Paragominas, no sudeste do estado, reuniu mais de 150 pessoas, a maioria alunos do bacharelado em Design da Universidade Estadual do Pará (Uepa), interessados em debater o cenário da comunicação atual.

“Tivemos acesso a muitas informações que vão se somar ao conhecimento apreendido em sala de aula e que, no futuro, vão refletir no nosso produto final”, ponderou o universitário Robert Rocha.

A primeira palestra deste segundo dia de programação foi sobre o tema “Hipertexto: narrativas digitais”, com o diretor de Publicidade da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), Mauro Lima. Durante o bate-papo, Mauro apresentou as mudanças na forma de se contar histórias e as inúmeras possibilidades criativas de trabalhar um produto ou serviço.

Encerrando a noite, a jornalista e professora Nélia Ruffeil falou sobre o jornalismo antes e depois da internet. “Hoje, o fato de todo mudo gerar conteúdo faz com que aumente a responsabilidade em torno da informação, por isso é importante educar as pessoas para que elas possam exercer esse papel de forma cidadã, consciente”, ressalta.

A universitária Dilma Paixão mora em Belém, mas fez questão de acompanhar a programação do Publicom em Paragominas. Atenta aos rumos que a comunicação vem tomando, ela defende a necessidade de uma revisão conceitual. “Acho que todos precisam entender melhor esse processo em que estamos mergulhados. A minha expectativa é sempre aprender mais”, diz.

Em Paragominas, o Publicom registrou um recorde de público desde a sua primeira edição. O evento reuniu mais de 250 participantes nos dois dias de programação. O próximo destino é o município de Santarém, no final de agosto. Em novembro, é a vez de Belém receber o Encontro de Comunicação do Pará.

Paragominas teve o maior público entre todas as edições regionais do Publicom até agora