Facebook revela pela primeira vez o que é proibido postar na rede social

Text_2

Pela primeira vez o Facebook divulgou um documento com as diretrizes usadas para decidir se uma postagem deve ou não ser retirada da rede social.

É a primeira vez que a rede social revela esse guia usado para ajustar o sistema da rede social para identificar conteúdo inapropriado que deve ser retirado do ar.

Em uma publicação oficial do Facebook, foi explicado que a empresa decidiu divulgar as informações por dois motivos. A primeira, é que as diretrizes ajudarão as pessoas a entender onde fica o limite em problemas com várias nuances. A segunda, é que prover esses detalhes torna mais fácil para todos, incluindo especialistas em várias áreas, a dar sugestões de como podemos melhorar as diretrizes e nossas decisões ao longo do tempo.

Guia. As diretrizes são usadas pelo Facebook para definir o que é discurso de ódio, terrorismo, pedofilia ou nudez, por exemplo. O documento é usado como referência em todos os países onde o Facebook atua e foi traduzido para 40 idiomas. Segundo o Facebook, há equipes em 11 escritórios da empresa pelo mundo pesquisando sobre como a rede social deveria tratar esses assuntos. Segundo a rede social, o número de moderadores chegou a 7,5 mil pessoas, 40% mais do que em abril do ano passado.

Regras. O documento tem caráter prático e serve como base para o treinamento dos moderadores humanos da rede social, bem como para calibrar o algoritmo do site para sinalizar conteúdo inadequado para os padrões de comunidade e tem a seguinte estrutura:

  1. Comportamento Violento ou Criminoso
  2. Segurança
  3. Conteúdo Questionável
  4. Integridade e Autenticidade
  5. Com respeito à propriedade intelectual
  6. Solicitações relativas à conteúdo

 

Conteúdos Proibidos

  • Conteúdo relacionados a crimes violentos
  • Conteúdo de ameaça contra qualquer pessoa vulnerável ou minoria
  • Violência contra animais
  • Estupro
  • Vandalismo
  • Roubo
  • Tentativas de machucar outras pessoas
  • Instruções sobre como usar armas ou explosivos de qualquer tipo
  • Venda de medicamentos regulados e drogas
  • Tentativa e registro de suicídio – A rede social afirma, porém, que permite que esse assunto seja discutido entre seus usuários, mas sem especificar que tipo de discussão
  • Fotos de crianças nuas – mesmo quando são publicadas pelos pais da criança em situações recreativas
  • Qualquer tipo de conteúdo relacionado a abuso sexual

 

Não devem participar do Facebook

  • Organizações e pessoas engajadas em terrorismo
  • Assassinatos em série
  • Grupos de ódio
  • Tráfico de pessoas
  • Crime organizado

 

Discurso de ódio – O Facebook “define como um ataque direto a uma pessoa baseado no que é chamado de características protegidas, como raça, etnia, origem, religião, orientação sexual, gênero, identidade de gênero, deficiência ou doença”. A rede social afirma que todo o conteúdo que mostre ou incite violência contra pessoas desses grupos devem ser retirados — a única exceção estabelecida acontece quando uma pessoa usa um conteúdo desse tipo para levar a uma discussão sobre os perigos do discurso de ódio.

Para ler todas as regras, acesse a página de Padrões de Comunidade do Facebook.

 

Fonte – Estadão: http://bit.ly/2s53mXA